Na sua Sombra está a verdade.


A "sombra" é uma maneira de nos referenciarmos ao nosso lado não reconhecido da personalidade.

O uso do termo não tem a pretensão de sugerir algo maléfico ou sinistro. A ideia básica é dar um significado real a algo que é pessoal e sobre o qual nos falta nitidez. Por essa razão, o emprego da metáfora usando uma "sombra" acaba sendo bastante sugestiva e adequada para fixarmos a ideia.

Mas se todos nós temos uma "sombra", isto é, um lado pessoal que nos falta nitidez, então qual a vantagem de sabermos o que há nela?


Essa pergunta me foi feita por um participante de um seminário: a princípio julguei que a resposta era óbvia, mas o tempo me mostrou que a maioria das pessoas não têm ideia do que se pode obter se buscarmos "iluminar" o lado "sombrio" de nossa personalidade.

É fato que alguns já expressam alguma noção quando usam termos tais como: "meus demônios", ou "as malas que carrego", ou ainda "meu inquilino interno". Essas são pequenas percepções de que existe algo mais dentro de nós e que muitas vezes é confundido com "um outro" que não sou eu.

A princípio essa confusão faz com que muitas pessoas recuem por temerem tocar em algo que desconhecem e que não podem prever as consequências. No entanto, muito pelo contrário, aqueles que ficam curiosos e dispostos a terem consciência de seus aspectos mais profundos, têm aí a oportunidade de sentirem-se melhor orientados, pois é isso que acontece a partir do momento em que entendem mais sobre seus sentimentos e desejos "escondidos".

Para aqueles que optam por não travar contato com sua própria sombra, até por julgarem ser mais conveniente, é importante ter em conta que a sombra se manifesta regularmente e sem aviso prévio. Como faz parte de nós, ela acaba por influenciar o nosso dia a dia e nos pressiona invariavelmente em todas as nossas decisões. Por consequência, negar aquilo que somos simplesmente não adianta. Por outro lado, se soubermos o que somos e cuidarmos para que tenhamos o uso mais adequado desse conhecimento, isso acaba por tornar-se a chave para uma vida infinitamente melhor.

Trazer a nossa sombra à tona ou, se preferir, à luz da nossa consciência, é de fundamental importância, pois nela não só encontraremos a razão de muitos de nossos medos, mas também descobriremos muitos de nossos talentos e qualidades, os quais, pelos mais diferentes motivos, foram deixados de lado ou reprimidos. Esse fato por si só justifica a importância de conhecermos o que há em nossa sombra, pois nesse conhecimento encontram-se as pistas para promovermos as mudanças que desejamos.

Em outras palavras, em nossa sombra reside a essência daquilo que somos e fazer as pazes com ela significa levá-la em consideração, respeitando-a como parte de nós mesmos, o que de fato ela é.

#Personalidade #Coaching #Autoconhecimento #Sombra